Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

diário de um millennial

diario de um millennial blog minimalista desenvolvimento pessoal | reflexões diárias | quotes | livros self help | em portugues

diário de um millennial

#14 Preferes trabalhar sozinho ou em equipa?

People! by Adheedhan Ravikumar on Dribbble

Esta é interessante. Desde já vos posso dizer que valorizo bastante a minha independência laboral, tanto que hoje trabalho 100% freelance.

 

Aproveito para vos falar sobre a minha experiência e como cheguei a conclusão que esta seria a melhor via … para mim, claro. 

 

Comecei a trabalhar relativamente cedo. Com 17 anos estava em Birmingham no Reino Unido,  num coffee shop chamado Pret a Manger - onde aprendi o que significava ser  profissional. Passaram 3 anos e depois de várias mudanças e “promoções” senti que estava preparado para algo diferente. 

 

Ainda em Inglaterra (antes de terminar a licenciatura) tornei-me Social Media Manager de um clube de futebol - 1 ano e meio depois, voltei a Portugal. Assim que cheguei tive a oportunidade da minha vida (aparentemente) pois tornar-me-ia o Content Marketing Manager mais novo do maior clube de futebol em Portugal. 

 

Isto para vos dizer que trabalhar em equipa fez parte de toda a experiência que tive até hoje. Aprendi a ouvir antes de falar. Fundamentalmente, em qualquer contexto que seja, trabalhar em equipa é no fundo aceitar que todos nós, para além de métodos diferentes de trabalho, temos efetivamente personalidades distintas - só temos que aceitar e nos adaptar. 

 

Quando trabalhamos numa equipa de 10 pessoas não notamos tanto isto, no entanto quando tudo o que fazemos está interligado com um grupo consideravelmente maior as coisas mudam. Adicionalmente, em teoria, enquanto equipa deveríamos querer chegar ao mesmo destino, no entanto a realidade que eu conheci foi diferente. Cada pessoa tem as suas próprias motivações e por vezes até estas chocam. Acabei por tomar a decisão de sair. Redescobrir-me. Todos queremos alguma coisa e este foi o meu momento de ter coragem para querer. 

 

Esta é interessante pois a verdade é que por vezes nós queremos coisas e nem percebemos o porquê. Eu “queria” esse emprego, aliás na minha situação potencialmente toda a gente aceitaria. Mas porquê? Porque para todos seria um bom emprego ou porque eu sentia que o era? 

 

Hoje trabalho freelance. Sou mais feliz e realizado. Terei todo o gosto em responder a perguntas mais detalhadas sobre o meu percurso ou até sobre as posições que desempenhei, incluindo a atual. 

 

Gostava de saber a vossa opinião. Obrigado por terem lido até aqui. E obrigado diário por me “ouvires” 😊😅



1 comentário

Comentar post